Dia Mundial do Combate à Desertificação

Por: Blog Consultoria

Categoria: Institucional, Projetos Natura

17 junho 2008

Se estou falando com Consultores e Consultoras Natura, estou falando com cada parte do Brasil. Minha realidade aqui em São Paulo pode ser diferente das outras regiões do país, mas nem por isso me coloco alheia aos fatos vizinhos. Quantos de vocês conhecem ou moram em regiões de clima árido e seco, onde a terra custa a oferecer seus frutos e a economia ao redor empata por se desenvolver por causa do esgotamento de recursos? Por acaso a impressão que você tem é que a situação piora a cada ano? O solo cada vez mais improdutivo, a água cada vez mais escassa e a população local cada vez mais carente?

Então bem vindo às regiões brasileiras em processo de desertificação, simplesmente composta por TODOS os estados brasileiros. É evidente que as regiões mais secas sofrem mais e o problema tende a se estender mais rapidamente, mas não se engane, aqui em São Paulo, a maior parte das áreas produtivas já estão comprometidas pela desertificação. E não fica difícil entender o porquê: a desertificação é associada a exploração excessiva dos recursos naturais, provenientes das atividades econômicas (agricultura, pecuária, mineração) e também do desmatamento e falta de cuidados adequados com o solo e água, principalmente.

Estou falando de Brasil, mas temos uma lista de mais de 100 países com diferentes níveis de gravidade da desertificação. Por causa da diferença de clima e condições naturais de cada local, o problema parece se manifestar e se desenvolver de forma diferente também. É um problema global. No nosso país, a situação é mais crítica em alguns municípios dos estados do Piauí, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco. CNs dessas regiões poderão nos passar uma idéia de como este problema afeta suas vidas no dia-a-dia. Quando os recursos necessários para sobreviver faltam em determinada região, a população local muda-se, ocupando regiões que logo excedem sua capacidade de atender a todos e a coisa vira um ciclo vicioso sem fim que logo não sobrará nada nem ninguém para contar história. Estou sendo dramática demais? Avaliem bem, nem tão dramática assim, se eu pensar na geração de meus filhos e netos. O que será do planeta que nos abriga daqui 30 anos?

Cada um de nós tem um poder multiplicador.

Pense em quantas pessoas você conhece. Agora pense em quantas pessoas cada uma dessas pessoas conhece. Nesta ordem, quantas ínfimas pessoas podemos influenciar com nossos alertas e conscientizações, e acima de tudo, com nossos exemplos? Adicione à massa um tempero de internet, potencializando ainda mais esse nosso poder multiplicador. Bata tudo no liquidificador, adicione amor, cuidado e respeito ao próximo e a você mesmo. Coloque no forno para gratinar.Pode ser uma receita e tanto, não?

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=a63S6aazBDs]

____________

Este texto faz parte da blogagem coletiva do Faça a Sua Parte.

comentar (7)
compartilhar

7 respostas para “Dia Mundial do Combate à Desertificação”

  1. Alma de Cupim

    Luiz Domingos de Luna
    http://www.revistaaurora.com.

    Adora a existência
    Contempla o natural
    O espaço sideral
    Inteligência da potência

    Muda a paisagem
    Destrói a natureza
    Maltrata a beleza
    Em qualquer passagem

    Dialética humana
    Constrói o artificial
    Dizima o natural
    Da fumaça que emana

    A construção de desertos
    Na alma impregnada
    Não pode sobrar nada
    Em campos abertos

    Qualquer jardim
    Deve ser venerado
    Aplaudido e aclamado
    Querendo o seu fim

    Luta demente
    Não tem beleza
    Não tem natureza
    Não tem jasmim

    Jardim da humanidade
    Todos têm direito
    Qual foi o defeito
    Todos defendiam
    Todos aplaudiam
    Não tem mais jardim
    Não tem mais culpado
    O tempo rolado
    Num mundo sem fim
    Corpo humano
    Alma de cupim.

    Meus trabalhos estão a disposição na web.
    Acesse-os:/ Luiz Domingos de Luna/. Todos por todos para o engrandecimento da epistemologia genética da humanidade

  2. verinha disse:

    Eu concordo ..pois temos que fazer algo para e nós e nossos filhos e netos por isso incentivo e faço parte das pessoas que faço a minha parte de cuidar do noso meio ambiente, e incentivo a compra de refis beijos…

  3. ELAINE CRISTINA NEGRETTO DE FREITAS disse:

    Prevenção à Poluição
    Qualquer ação que reduza ou elimine a geração de poluentes ou resíduos na fonte, realizada através de atividades que comprovem encorajem ou exijam mudança nos padrões de comportamento industrial, comercial e geradores institucionais ou individuais. Quaisquer práticas, uso de materiais, processos que eliminem ou reduzam a quantidade e/ou toxicidade de poluentes, substâncias perigosas ou contaminantes em sua fonte degeração,prioritariamente à reciclagem, tratamento ou disposição FINAL!!!!
    PRODUÇÃO MAIS LIMPA
    Significa a aplicação contínua de uma estratégia preventiva, econômica, ambiental e tecnológica integrada aos processos e produtos, a fim de aumentar a eficiência no uso das matérias-primas, água e emergia, através da não geração, minimização ou reciclagem de resíduos gerados em todos os setores produtivos. No que se refere à gestão ambiental, P+L significa uma mudança de atitudes e comportamentos, de todos os envolvidos no processo, propiciando uma nova cultura empresarial, levando diretamente a melhoria do desempenho ambiental
    Eu faço a minha parte e lanço um Novo Paradigma:
    Gerar resíduos representa ineficiência do processo produtivo;
    Significar transformar uma matéria prima de alto valor agregado em produtos de baixo valor;
    COMEÇE HOJE MESMO VOCE TAMBÉM!!!

  4. ELAINE MARIA DA ROCHA disse:

    A busca do desenvolvimento sustentável incentiva a mudança de comportamento da sociedade em relação aos seus resíduos. Passa-se a:

  5. Ligani disse:

    A colega Gloriete, està certa no comentario muitas colegas não tem o conhecimento dos produtos para endicar.
    Mas não por falta da natura nos os cursos ,elas que não procuram.
    Deveria haver uma melhor seleção.

  6. Ligani disse:

    OI amiga se cadaum fizese sua parte em proteger o planeta , tenho a certeza que nossos filhos e netos terão um futuro melhor.

  7. gloriete cavalcanti melo de souza disse:

    A Natura, por ser uma Empresa de grande porte que tem fama internacional e que defende a sua marca e a qualidade dos seus produtos, deveria em primeiro lugar, valorizar a qualificação e a qualidade das suas consultoras, principalmente aquelas que estudam seus produtos para conhecer melhor, aquilo que eatá passando para seus clientes, pois já vi histórias de clientes que me contaram, que são absurdas, de consultoras dispreparadas, sem escolaridade, que possa dar um bom atendimento. Tenho 17 anos de Natura, visitei a fábrica duas vezes e acho que ainda tenho que aprender muito, porque o aprendizado nunca acaba. Tenho fé em Deus que vou ter muita saúde para vender Natura a meus clientes deixando-os convencidos de que não existe outra marca melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com